Imagens da Freguesia
Património
Touril … Ser ou não ser?
Touril

O que diz a História…

Muito e nem sempre bem se tem escrito acerca do Touril de Atouguia da Baleia. Ora falha a memória, ora a erudição, ora o espírito cientifico. Um historiador enquanto investigador e cientista, assenta os seus trabalhos em fontes criteriosamente trabalhadas e interrogadas acerca da sua veracidade e fiabilidade.

São efectivamente fiáveis e verídicos os documentos e testemunhos históricos que inadvertidamente nos dão conta da existência e função do Touril de Atouguia da Baleia pelo menos em dois momentos: 1770 e 1775.

Em 1770, no dia 18 de Janeiro, o tabelião de Atouguia da Baleia passava uma certidão ao administrador e reitor da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, o Padre João Alvarez de Carvalho, em como a Igreja era proprietária de umas casas na “Rua Grande” (também designada na altura por Rua Direita) em Atouguia, algumas destas casas situavam-se junto á Igreja da Conceição. A certa altura consta na mesma certidão que essas casas eram utilizadas “ não só para cómodo das Romagens, Círios, pois nelas se tem acomodado algumas pessoas nas tais ocasiões; mas também para uso e depósito de algumas madeiras e outros trastes de móvel que servem nas ocasiões em que há destas de touros”.

Mas se a existência de festas de touros junto à Rua Direita não comprovaria directamente a utilização do Touril enquanto local de realização das mesmas, já o documento seguinte o assinala inequivocamente.

Numa escritura de aforamento de umas casas da Igreja de Nossa Senhora a Gerardo de Faria Gama e sua mulher, em 21 de Julho de 1775, constam como cláusulas que este inquilino pagaria anualmente à Igreja, 1600 reis e uma galinha. Outra cláusula constante na escritura refere que “não devem os ditos foreiros levantar casa no Touril ou curral e terão obrigação de o dar pronto todas as vezes que for necessário à dita Igreja para o seu curro se correrem touros, cavalhadas ou fazerem-se festas semelhantes”.
 
Assim pelo menos já no século XVIII existia o Touril de Atouguia da Baleia e nele se faziam as festas de touros.


Fonte: IHRU
Mais informações: www.monumentos.pt